YES Blog da Escuta

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019




Freud afirmou em 'O eu e o isso' que o declínio do Complexo de Édipo é resultado de uma interiorização da interdição paterna. Desta forma, a criança adquire uma consciência moral, em outras palavras, existe a dominação do Supereu sobre o Eu do sujeito.

É muito importante que isso aconteça pra que funcione para o sujeito uma lei interna que ponha 'freios' em sua pulsão destrutiva.

Ele também observou, que em alguns sujeitos, principalmente pacientes obsessivos, esse Supereu pode ser muito severo. Podendo se tornar hipermoral e às vezes tão cruel quanto só o Isso pode ser.
Essas são as duas faces do Supereu. É importante que cada um o tenha, pra funcionar como um limite, mas se for muito excessivo ele também pode ser o responsável por tornar a vida do sujeito insuportável. Trazendo muita culpa. Ditando 'regras' de que ele não pode isso, ou não pode aquilo....

Nenhum comentário:

Postar um comentário