Falar tem consequências.


A forma que é dita produz efeitos diferentes.

Quando alguém cala ou diz palavras “sem pensar", colhe os estragos que o mutismo e a insensatez provoca.
Isso afeta a cada um, singularmente, e àqueles que estão no entorno.


E no grupo, como cada um é afetado?

O que cada um cede quando participa de um?


Freud trabalhou as determinações que levam o sujeito a se submeter a algo mais forte que sua vontade. Tão forte, que até o homem mais inteligente, pode abrir mão de seu intelecto para seguir o outro.
Vale a leitura.


Andreneide Dantas





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Brincar é coisa séria