Inconsciente




O conceito de inconsciente já existia antes de Freud, ele pertence à filosofia. Mas é também verdade que o termo inconsciente depois de Freud, não é mais o mesmo. O inconsciente do qual estamos falando é o reservatório das marcas e palavras recebidas e ouvidas daqueles que se ocuparam do pequeno ser falante.


Ele é o representante de tudo que corresponde à história do sujeito: sua família, seus ancestrais, os costumes familiares, a religião, a situação de vida, e principalmente os sintomas. Sintomas esses, que são transmitidos de geração a geração.

Quando uma criança nasce ela traz em seu corpo a herança genética com seus traços e DNA característico, e também traz uma outra herança. A herança discursiva, “herança de comportamentos”, como dizem alguns pacientes. Esses costumes e comportamentos podem ser sadios e outros tantos podem ser esquisitos, estranhos, dolorosos e até perversos.

Foi escutando suas pacientes sofredoras que Freud descobriu que além das palavras que elas proferiam algo a mais era revelado: a verdade inconsciente de cada um. Através dessa escuta cuidadosa, desse desejo dele em escutar, o inconsciente foi se mostrando e se demonstrando.

Artigo: O que é psicanálise e com o que trabalhamos?

.
.
.
.

#psicanalise #psicanalisetododia #psychoanalysis #inconsciente #escutaanalitica #escutaanalitica1 #saudemental #saudepsiquica #lapsos #sonhos #repeticao #inibicao #sujeito #sigmundfreud #freud #equivocos #tropecos #palavras #traumas #infancia #familia #sonhos #pesadelos #impedimentos #facaanalise #depressao #ansiedade #bloqueio #semanapostsinconsciente

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quem sou eu?