Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Você tem fome de quê?

Imagem
     Parafraseando a música do grupo Titãs, pergunto: quando você vai comer "Você tem fome de quê? Será que é somente para saciar a fome que come ou é para satisfazer outra "necessidade", outro vazio que não o do estômago? A relação que cada pessoa tem com seu corpo nem sempre é prazerosa ou fácil de entender, pois, ele é afetado pela linguagem. Isso equivale a dizer, que o corpo é simbolizado pela palavra e olhar do Outro (da mãe ou de quem cuidou), isso faz com que ele deixe de ser puramente orgânico e passe a ser um corpo simbólico, afetado pelas emoções, palavras e sentimentos. Assim como o corpo, a comida também está ligada ao afeto desde os primórdios da vida. O leite é o primeiro alimento que o bebê recebe quando nasce, e nesse momento será estabelecida uma relação com a mãe (seu primeiro Outro). E não é sempre uma relação permeada por sentimentos bons, pois algumas vezes, o que prevalece são sentimentos de rejeição. Aqui já reconhecemos, que existe desde a ma
Concluímos no último dia 7/11/ o ciclo de palestras intitulada acima. Ao longo de 2013 um grupo de psicanalistas do Instituto Tempos Modernos , realizou uma reflexão e um debate a respeito das patologias que assolam aos sujeitos em nossa sociedade. Essas patologias éticas são as respostas sintomáticas que cada sujeito encontrou para demonstrar como é afetado em seu cotidiano pelas transformações tanto tecnológicas quanto científicas; pela queda da autoridade paterna; pela perda de referências simbólicas e a inversão de valores, onde se propaga que o mais importante é o ter em vez do ser.   Somado a essas mudanças globalizadas, temos a história particular de cada um que tem relação com sua história familiar, suas crenças, suas interpretações e seus gozos, enfim aquilo que constitui sua subjetividade. Por sermos falantes somos afetados pelo que dizemos, pelo que ouvimos e pelo que calamos. Temos um inconsciente do qual um corpo goza. Isso significa que o corpo é afetado pelo