Freud descobriu sintomas característicos de pacientes que sofrem de neurose obsessiva.

Para citar alguns: pensamentos fixos que atravessam a consciência e importunam, impedimentos, proibições, dúvidas e medos que impedem o paciente de realizar desejos.

O autor enfatiza em "O homem dos ratos" que a incerteza na vida, que resulta na dúvida, se impõe como uma necessidade.


A produção desta aparece para afastar o doente da realidade e tirá-lo do mundo - o que, por certo, é tendência de qualquer distúrbio psiconeurótico.

Lacan acrescenta que o obsessivo duvida e procrastina, e pode fazer isso repetidas vezes a ponto de impactar sua existência.

Andreneide Dantas



Para saber mais:

Freud, Sigmund
Obsessões e Fobias: seu mecanismo psíquico e sua etiologia (1895)


Atos obsessivos e práticas religiosas (1907)


Observações sobre um caso de neurose obsessiva: O homem dos ratos (1909-1910)


A Disposição à Neurose Obsessiva (1913)


Lacan, JACQUES
O Obsessivo e seu desejo, semanário V

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As dores dos Adolescentes

A Escola e a transmissão dos limites

Você tem mania de quê?