YES Blog da Escuta: Março 2013

quarta-feira, 27 de março de 2013

Escolarização dos filhos - Momento de angústias





Escolarização dos filhos - momento de angústias


No inicio do ano letivo é comum que as crianças sintam  insegurança, receios e até medos. Em alguns casos essas emoções desencadeiam sintomas físicos como: dores de barriga, dores de cabeça, resfriados constantes, diarreia. Isso acontece quando eles têm que enfrentar uma nova sala de aula (mudança de série) ou uma nova escola. 

Essas queixas são comuns, porque esse é um momento que gera angústias, pela separação de sua mãe. Principalmente se for a primeira vez que a criança vai a escola.

Os educadores já são conhecedores dessas situações, mas as mães que estão passando por essa experiência pela primeira vez, ficam ansiosas, temerosas e alguma vezes se sentem culpadas por “não poderem estar todo o tempo com seus filhos”. Ora, é justamente fundamental que não estejam, pra que seu filho possa desenvolver-se bem.

Mesmo que esse seja um momento delicado, é muito importante que a criança possa estar com outros além do seu círculo familiar, pois assim poderão se desenvolver psíquica, física e intelectualmente. Uma vez que na escola ele terá a oportunidade de estar com outros semelhantes, ter acesso a outros saberes, compartilhar, desenvolver suas habilidades, aprender a trabalhar em grupo e se tornar um ser social.

A infância é um tempo de constituição do sujeito psíquico, um tempo onde haverão as inscrições simbólicas mais importantes da vida dele. Significantes que marcarão sua existência e a escola é um dos lugares que proporciona essa experiência, o primeiro lugar é a família.

Porém, algumas vezes é tão difícil para algumas mães que elas se separem do filho, que de alguma forma elas dificultarão esse momento, mesmo que verbalizem que é o que desejam, de alguma forma (inconsciente) deixarão aparecer essa resistência e isso funcionará como obstáculo para permanência do filho na escola.

Pois se uma mãe não desejar que seu filho cresça, os entraves aparecerão no corpo e no intelecto desse filho.

Portanto, cabe a família incentivar e promover que seus filhos possam estar na escola, para tanto, é de fundamental importância que escolham uma escola em quem confiem, para que possam transmitir aos filhos que lá é um lugar seguro. Pois, se para uma mãe esse for um momento onde ela estará disposta a se separar do filho, (separação fundamental para constituição do sujeito) ela transmitirá para ele essa confiança, deixando uma mensagem de que ele está crescendo e que esse é um momento muito importante para todos!

#educação #primeirodiadeaula #criançaseescola #confiança #crescimento #escolarização

Andreneide Dantas.   (27/03/13)

sexta-feira, 1 de março de 2013

" Autismo pode ser fruto do meio ambiente ". (Matéria. Revista psique n 85)



" Estudos da equipe da Universidade de Stanford (USA) e do plano de saúde americano Kaiser Permanente, comprovam o dito acima. Esse ultimo descobriu que mães depressivas seriam mais propensas a terem filhos diagnosticados de autistas. "


O que essas pesquisas comprovam é que realmente é de fundamental importância que tanto a criança quanto a família - principalmente a mãe, possam fazer análise, para que assim tratem do que esta por trás (inconsciente) desse sofrimento, e dessa forma a criança terá a possibilidade de desenvolver sua relações com o outros de forma mais saudável.