YES Blog da Escuta: Agosto 2013

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Porque os pais tem medo de ter autoridade?



(Imagem retirada da internet para fins ilustrativos)

Porque os pais tem medo de ter autoridade?

Quando não existe hierarquia em uma família, todos os participantes ficam como semelhantes. Isso significa que não existe autoridade e em consequência disso, coisas horríveis podem acontecer.

Pois, equivocadamente os pais ficam na mesma posição que seus filhos. E os mesmos, sentem-se perdidos, desamparados frente as suas pulsões destrutivas. Isso equivale a dizer que eles, não conseguem abrir mão do gozo de destruição, gozo esse, que existe para todo ser humano e que, se não for contido - como usualmente vemos acontecer em nossa sociedade – leva á barbárie.

Está mais do que provado que muitos indivíduos que cometem atos absurdos (como roubar, matar, violentar, agredir...) já tinham cometidos outros atos anteriormente, que tinham sido desvalorizados e, portanto, não foram devidamente responsabilizados. Ou porque os pais, acreditavam que os filhos eram crianças e não sabiam o que estavam fazendo, ou porque leram nos atos dos filhos “arroubos da adolescência” ou ainda, porque não estavam olhando e falando com esses filhos. 
Por sua vez, os filhos muitas vezes quando questionados, respondem que “não sabiam  porque o fizeram”.

Porque os pais tem dificuldade de ter autoridade?

Será medo? Confundem o ato de ter autoridade com o ato de ser autoritário?

Compraram o discurso de que não podem dizer “Não!” para seus filhos, pois assim os frustrariam? 

Acreditam no equívoco de que tem que ser amigo dos filhos?

Se as afirmativas acima forem verdadeiras, eles estão enganados! Pois o que os filhos precisam e muitas vezes "pedem", é justamente que seus pais contenham seus desejos e seus impulsos desmedidos E se não aprenderem isso, com aqueles que tem a função de transmiti-los, terão graves dificuldades em dizer “Não”.

Dizer “Não!” para drogas, violência, roubos, delinquência, amores doentios e doenças mortíferas.

#limites #violência #arroubos #pulsões #dizernão
                                                                                                                                 Andreneide Dantas     (28/08/13)



quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Problemáticas Escolares

Problemáticas Escolares                                                             

Agradecemos a presença de todos os que participaram dessa, que foi a terceira Palestra do ciclo “Como nos afeta nossa Época”, do Instituto Tempos Modernos em parceria com a Escuta Analítica, no último dia 01 de agosto.

Mais uma vez ficou evidenciado, que não existe uma única causa para que as crianças e ou adolescentes tenham problemas na escola. Sabemos que alguns, são resolvidos facilmente entre eles, enquanto outros, quando não são detectados e orientados para serem resolvidos, podem trazer graves consequências para os mesmos.

Em relação ao que foi apresentado pelas psicanalistas e reiterado através do debate que sucedeu as palestras, o mais importante a considerar é que não existe um desejo natural que direcione a criança para o saber, isso significa que não existe um desejo natural para que a criança queira aprender na escola.

Essa situação vai depender de outras que são fundamentais. Destaco as mais importantes: a função da família no estabelecimento dos limites em relação ás vontades e desejos dos filhos e professores imbuídos do desejo de ensinar, para que possa causar no aluno um desejo de aprender.

Muitos pais na atualidade não se autorizam a fazê-lo (por não conseguirem, as causas geralmente são inconscientes, portanto sintomáticas) e dessa forma deixam seus filhos a mercê de seus impulsos destrutivos.

Isso equivale a dizer, que eles ficam sem limites e numa instabilidade de humor tão grande que dificultam ou os impedem de viver bem em comunidade: na sala de aula, com grupo de colegas e amigos. Algumas vezes, a única forma que encontram de serem contidos (em relação a seus impulsos) é com drogas medicamentosas que os façam ficar quietos e prestar atenção no que o professor diz.

E quando a autoridade familiar falha, as crianças e jovens ficam perdidos sem saber o que fazer. Sem rumo, se deparam com situações embaraçosas e as problemáticas escolares tem lugar.

Os professores também têm uma função fundamental: a de transmitir o saber e se eles não tiverem desejo pra ensinar não poderão causar no aluno o desejo de aprender.

Quando os pais não cumprem sua função e os professores não se autorizam, todos perdem: alunos, pais, educadores e sociedade em geral.



Nosso próximo encontro será dia 12 de setembro com o tema sobre As Violências. 

#problemasecolares #escola #aluno 

Andreneide Dantas