YES Blog da Escuta: Porque os pais tem medo de ter autoridade?

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Porque os pais tem medo de ter autoridade?



(Imagem retirada da internet para fins ilustrativos)

Quando não existe hierarquia em uma família, todos os participantes ficam como semelhantes. Isso significa que não existe autoridade e em consequência disso, coisas horríveis podem acontecer.

Pois, equivocadamente os pais ficam na mesma posição que seus filhos. E os mesmos, sentem-se perdidos, desamparados frente as suas pulsões destrutivas. Isso equivale a dizer que eles, não conseguem abrir mão do gozo de destruição, gozo esse, que existe para todo ser humano e que, se não for contido - como usualmente vemos acontecer em nossa sociedade – leva á barbárie.

Está mais do que provado que muitos indivíduos que cometem atos absurdos (como roubar, matar, violentar, agredir...) já tinham cometidos outros atos anteriormente, que tinham sido desvalorizados e, portanto, não foram devidamente responsabilizados. Ou porque os pais, acreditavam que os filhos eram crianças e não sabiam o que estavam fazendo, ou porque leram nos atos dos filhos “arroubos da adolescência” ou ainda, porque não estavam olhando e falando com esses filhos. 
Por sua vez, os filhos muitas vezes quando questionados, respondem que “não sabiam  porque o fizeram”.

Porque os pais tem dificuldade de ter autoridade?

Será medo? Confundem o ato de ter autoridade com o ato de ser autoritário?

Compraram o discurso de que não podem dizer “Não!” para seus filhos, pois assim os frustrariam? 

Acreditam no equívoco de que tem que ser amigo dos filhos?

Se as afirmativas acima forem verdadeiras, eles estão enganados! Pois o que os filhos precisam e muitas vezes "pedem", é justamente que seus pais contenham seus desejos e seus impulsos desmedidos E se não aprenderem isso, com aqueles que tem a função de transmiti-los, terão graves dificuldades em dizer “Não”.
Dizer “Não!” para drogas, violência, roubos, delinquência, amores doentios e doenças mortíferas.
                                                                                                                               
Andreneide Dantas     
28/08/13

#limites #violência #arroubos #pulsões #dizernão



Nenhum comentário:

Postar um comentário